Prêmios e Apoios

Prêmio Escola Viva

Concedido, em 2007, pelo Programa Escola Viva, do Ministério da Cultura, o Prêmio Escola Viva teve como objetivo premiar Pontos de Cultura, Pontões, Redes de Pontos e/ ou organizações vinculadas às Redes, que desenvolvessem iniciativas de ensino e aprendizagem em diálogo com a cultura.

Esse prêmio possibilitou ao Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha fortalecer sua atuação na rede local, bem como favoreceu a uma ampla troca a nível nacional entre Pontos de Cultura atuantes em escolas.

Ludicidade/ Pontinhos de Cultura

Concedido, em 2008, pelo Ministério da Cultura, o prêmio foi destinado a projetos nas áreas sócio-cultural-artístico-educacionais, no segmento da Criança e Adolescente, que desenvolvessem práticas em parcerias com instituições públicas de ensino, com o objetivo de promover uma política nacional de preservação da Cultura da Infância e da Adolescência.

Através desse prêmio, o Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha potencializou a parceria com as escolas públicas da Rocinha ampliando a realização de oficinas lúdicas com alunos e professores.

Areté Cultura Viva/ eventos em Rede

Concedido, em 2009 e 2010, pelo Ministério da Cultura, o objetivo do prêmio foi incentivar a troca de saberes entre Pontos de Cultura em uma iniciativa que buscou fomentar a celebração da diversidade cultural brasileira como uma ação de política pública que promovesse, afirmasse e fortalecesse a comunidade, seus saberes e as redes sociais que a compunham.

A expressão Areté vem do grego e significa bondade, excelência, virtude. Também usado pela linguagem indígena que no Tupi significa “dia comemorativo e festivo”.

Os projetos aprovados para o prêmio apresentaram pluralidade de linguagens, riqueza estética entre o popular e o erudito, diversidade regional e, sobretudo, se propuseram a celebrar vida e cultura.

Através desse prêmio, a equipe do Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha esteve presente na Costa verde e no Vale do Café, Rio de Janeiro, atuando junto aos Pontos de Cultura das regiões com o projeto Cartografias Lúdicas.

TUXÁUA

EM 2009 o Ministério da Cultura, através do Programa Cultura Viva, lança o prêmio Tuxaua com a intenção de reconhecer as ações já existentes de indivíduos e coletivos na área de cultura.

Antônio Carlos Firmino, da equipe do Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha e membro atuante do Fórum dos Pontos de Cultura RJ, foi indicado para representar o Fórum exercendo a função de coordenador, articulador, provocador e estimulador de ações integradas junto aos Pontos de Cultura no RJ.

Entre 2010 e 2011, encontros nomeados como Micro Teias foram realizados nas regiões noroeste, baixada fluminense, costa verde, leste fluminense e capital do Estado, com o objetivo de fomentar o compartilhamento dos saberes e fazeres de tradições culturais dessas regiões, de forma a contribuir para a construção e para o fortalecimento de ações coletivas.

O termo “Tuxaua” remete, para algumas etnias indígenas, à figura do articulador e mobilizador. Entende-se por mobilização e articulação as ações que reúnam representantes de diversos Pontos de Cultura, redes sociais e iniciativas de atividades que promovam o fortalecimento de laços e somem esforços na construção de objetivos comuns. São redes o conjunto ou segmento de ações sociais, culturais e artísticas que se reconheçam como afins e colaborem entre si.

Prêmio Bolsa Agente Cultura Viva

Concedido em 2009 pelo Ministério da Cultura ao Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha, o prêmio beneficiou os jovens Lucas Pablo Silvestre Oliveira, Everton Carlos Maia, Evelin Macedo Pereira e Thaís Diniz da Silva para a realização do projeto Arautos Brincantes, que teve como objetivo criar uma rede de comunicação lúdica entre crianças de diferentes localidades da Rocinha através da realização de oficinas brincantes; um convite a brincar, a inventar, a contar histórias, a criar e recriar brinquedos e brincadeiras, a comunicar seu cotidiano de desejos, referências, lembranças, aprendizados, criações e invenções.

ASAS

Concedido em 2010 pelo Ministério da Cultura ao Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha, o prêmio Asas teve como objetivo premiar os Pontos de Cultura que apresentaram as melhores práticas de implantação na execução dos projetos apoiados pelo Programa Cultura Viva. A iniciativa visou contribuir para a promoção do desenvolvimento autônomo de suas atividades e o avanço do processo cultural da rede dos Pontos de Cultura.

 

Anúncios