Espaços de referência

Desde seu início, em 2015, o Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha esteve presente em vários espaços que se tornaram referência durante diferentes períodos.

Brinquedoteca Peteca

brinquedoteca-peteca-2008

A Brinquedoteca Peteca abrigou um amplo acervo de brinquedos industrializados organizados em uma sala da ASPA – Ação Social Padre Anchieta, na Rocinha, que se configurou como o ponto de partida para a criação do Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha.

 Sala da ASPA no Caminho do Boiadeiro

sala-aspa-2009

 

A montagem de um espaço de referência que pudesse se adequar a múltiplas atividades a serem realizadas, levou a equipe coordenadora do Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha à criação de um croqui com mobiliário reversível e de fácil mobilidade: estante-armário, arquibancada em módulos, painel-biombo composto por seis partes. Esse conjunto possibilitou a criação de vários ambientes para filmagens, que recolhiam depoimentos de moradores sobre a vida na Rocinha; para projeção de filmes; para rodas de conversa e rodas de brincadeiras, dentre outras atividades.

Abrigado por uma divisória montada com material reciclável, uma ilha de edição era conduzida pelo grupo de jovens que fazia parte da equipe.

A sala ainda contava com um banheiro e uma pequena cozinha.

Estrategicamente, a porta de acesso à sala abria-se para o Caminho do Boiadeiro, área da Rocinha com um grande número de lojas e por onde transita um grande número de pessoas.

Em 2009, por solicitação da nova diretoria da ASPA, que precisava do espaço para outro uso, a sala construída teve que ser desmobilizada.

Os móveis e o acervo de livros e objetos lúdicos migraram para outros dois espaços cedidos à equipe por parceiros de atividades e projetos comuns.

CIEP Dr. Bento Rubião

CIEP Dr Bento Rubião, 2009.jpg

A parceria com a equipe do CIEP foi fortalecida a partir de 2008 com o projeto “Rocinha ontem e hoje: memórias brincantes”, inserido na Ação Griô Nacional / Programa Cultura Viva / Ministério da Cultura. Em 2009, uma pequena sala no andar térreo do CIEP, localizado na Curva do S, passou a ser um dos espaços de referência do Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha. A proposta de contar a história da Rocinha através de brincadeiras e de conversas com mestres de tradição oral da comunidade envolveu alunos e professores.

Uma intensa chuva que acometeu a cidade do Rio de Janeiro, em 2010, verteu grande quantidade de água para dentro da sala danificando uma parte considerável do acervo do Centro Lúdico. A sala ficou interditada. Parte do mobiliário que não apresentou avarias passou a integrar o acervo da escola.

Adolescentro Paulo Freire

Adolescentro, ilha de edição, 2015.JPG

No mesmo período em que a sala do CIEP Dr. Bento Rubião foi montada, a ilha de edição passou a ocupar uma sala do 11º andar do prédio Rinaldo De Lamare da Prefeitura do Rio de Janeiro. Em uma parceria já antiga com a área da saúde, a equipe do Centro Lúdico aproximou suas ações do Adolescentro Paulo Freire, através do projeto RAP da saúde. Uma sala compartilhada com jovens do RAP ampliou o escopo das ações culturais desenvolvidas pelo centro Lúdico. Juntas, as equipes montaram duas mostras culturais: Brinquedo vira rua, rua vira brinquedo (em 2012); Vem pra Rua (em 2013).

CIESPI/PUC-Rio

Museuzinho, 2015.JPG

O CIESPI, como instituição proponente, é o espaço de referência permanente do Centro de Cultura e Educação lúdica da Rocinha.

A realização do projeto A ludicidade da memória, em 2012 e 2013, com o apoio do IBRAM/Instituto Brasileiro de Museus, levou à adaptação de um pequeno espaço no CIESPI que passou a ser nomeado como Museuzinho.