Escola Viva

A ação Escola Viva visou integrar os Pontos de Cultura à escola, de modo a colaborar para a construção de um conhecimento reflexivo e sensível por meio da cultura.

O principal objetivo foi estimular práticas culturais e educacionais desenvolvidas nos Pontos de Cultura, em conjunto com instituições educacionais formais (escolas públicas) e não formais (museus, bibliotecas, Pontos de Cultura, entre outros).

Em 2009, os jovens, agentes cultura viva, do Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha receberam bolsas para desenvolver essa ação que fomentou a interação entre cultura e educação. Tendo o instigante acervo de brinquedos e objetos lúdicos como disparadores de brincadeiras e experimentações lúdicas, os jovens realizaram oficinas em diferentes espaços de educação na Rocinha.

Jovens brasileiros, atuantes nessa rede, estiveram conectados em formações virtuais e encontros presenciais viabilizados pela realização das TEIAS Nacionais onde se reuniam Pontos de Cultura de todas as regiões do país.

banner-escola-viva