Brinquedoteca Carretel de Folia

A Equipe Veredas, formada por Edith Lacerda, Maria do Carmo Cardoso e Nathercia Lacerda, esteve à frente dos projetos referentes à Brinquedoteca Carretel de Folia, viabilizados através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura no período entre 1996 e 2001, e que beneficiaram aproximadamente duas mil crianças entre 4 e 13 anos em escolas da rede pública municipal de ensino do Rio de Janeiro.

Essa brinquedoteca teve como eixo norteador a cultura popular brasileira e como o fio condutor o fazer artesanal de brinquedos que se desdobrava em brincadeiras, histórias e cantorias.

Na Escola Municipal Pedro Ernesto, de ensino fundamental, localizada no bairro do Humaitá, zona sul da cidade, a maior parte dos participantes da brinquedoteca residia na Rocinha. Como iniciativa de um pequeno grupo de alunos, foi estabelecido o contato com Maria Marta Diniz da Silva, brinquedista responsável pela Brinquedoteca Peteca, sediada na ASPA – Ação Social Padre Anchieta – localizada no Caminho do Boiadeiro, Rocinha.

Desse encontro, que teve crianças como elo, surgiu a proposta de realização de uma oficina de criação e construção de brinquedos para o acervo da Brinquedoteca Peteca. Os pequenos construtores confeccionaram bonecos, carros de madeira e um livro registrando o encontro entre as duas brinquedotecas. Como sequência, foram realizadas rodas de conversa e criação com as educadoras da creche ASPA e com as crianças frequentadoras da Brinquedoteca Peteca. Estabelecer esse vínculo com a brinquedista e com a instituição representou o início de uma rica parceria que veio a ser uma das bases geradoras do Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha.

Patrocínio: 
SATA e ODEBRECHT

RIOARTE  / Lei Municipal de Incentivo à Cultura no. 1940/92

http://brinquedoteca.tripod.com/index1.htm